Nem sempre a realidade se confunde com a ficção e Jonah Hill, que faz o papel de um vigarista em «O lobo de Wall Street», na vida revela-se muito modesto, já que recebeu um cachê mínimo pelo filme.

O ator que protagoniza o papel de Donnie Azoff, recebeu apenas 60 mil dólares pelo filme, ou seja, cerca de 45 mil euros por sete meses de trabalho, uma «pechincha» para os padrões hollywoodescos, revelou no programa de Howard Stern. Hill ganhou aquilo que se pode chamar o «salário mínimo», de acordo com o código que regula os contratos dos atores.

Mas, o ator de 30 anos não está arrependido. «Faria o mesmo outra vez, sem pestanejar». E conta ainda que quando lhe fizeram a proposta «disse logo que assinava nessa noite». Ainda estava com receio que desistissem do convite.

O ator confessa que «era capaz de vender a casa e dar todo o dinheiro a Scorsese só para trabalhar com ele».

O americano refere que este filme não serve para ganhar dinheiro. «Para pagar as contas faço filmes como '22 Jump Street'».

O «Lobo de Wall Street» pode não trazer-lhe dinheiro, mas traz-lhe a consagração.

Jonah Hill está nomeado para o Óscar de Melhor Ator Secundário pelo seu papel no filme de Martin Scorsese.