A rodagem de «Transformers: Age of Extinction» em Hong Kong voltou a ser perturbada por um novo incidente, o segundo no espaço de uma semana. Na terça-feira, quatro homens tentaram extorquir dinheiro a um dos elementos da equipa de produção do filme, e a polícia acabou por conseguir deter um dos criminosos.

Na semana passada, no primeiro dia das filmagens em território chinês, o próprio realizador Michael Bay escapou por um triz ao ataque de um homem que lhe tentou atirar com um aparelho de ar condicionado, depois de o cineasta norte-americano se ter recusado a aceder ao pagamento de cerca de 9400 euros pelos condicionamentos ao comércio local.

«Eu disse ao homem e aos seus amigos para esquecerem, não íamos deixar que nos extorquíssem dinheiro. E ele não gostou da resposta», disse Bay, citado pela CNN.

Um antigo responsável da polícia de Hong Kong, atualmente dono de uma empresa de segurança privada, explicou ao site da cadeia de notícias norte-americana que os dois incidentes estão ligados ao crime organizado de Hong Kong, as famosas tríades chinesas.

«O outro lado desta questão é que controlo da indústria do cinema em Hong Kong por parte das tríades é um assunto muito complicado desde há muitos anos. As tríades cortam o oxigénio à produção cinematográfica local. Eles não extorquem dinheiro apenas, eles controlam os filmes, as estrelas e a distribuição», explicou Steve Vickers.

Apesar dos dois incidentes, as rodagens do quarto filme da saga «Transformers» não foram interrompidas. A escolha de Hong Kong como um dos cenários da nova produção da Paramount Pictures está diretamente ligada com uma das novas estratégias dos grandes estúdios de Hollywood: chegar ao cada vez maior e mais lucrativo mercado asiático, especialmente o público chinês.

Mark Wahlberg, Stanley Tucci, Nicola Peltz, Jack Reynor e Lin Bingbing fazem parte do elenco deste «Transformers: Age of Extinction», um filme que deverá chegar aos cinemas no verão do próximo ano.