O filme «Bela Vista», de Filipa Reis e João Miller Guerra, foi eleito a melhor curta-metragem no Festival Internacional de Documentários de Santiago do Chile, escreve a agência Lusa.

O documentário, que regista a vida no bairro da Bela Vista, em Setúbal, conquistou o prémio de melhor curta-metragem internacional pela «assombrosa capacidade de capturar, através da observação, a poética quotidiana da realidade», lê-se na justificação do júri, divulgada pela produtora Vende-se Filmes.

O argumento é assinado por Filipa Reis e João Miller Guerra e também por Pedro Pinho, realizador que fez naquele bairro o filme de ficção «Um fim do mundo».

«Bela Vista», com meia hora de duração, foi exibido no ano passado no festival DocLisboa e é dos mesmos realizadores de «Cama de gato», «Orquestra Geração» e «Nada fazi». Com Nuno Baptista fizeram o premiado «Li Ké Terra».

Em maio estrearam nos cinemas a curta-metragem «Fragmentos de uma observação participativa», retrato da imigração no feminino - a partir de três mulheres imigrantes.