O filme português «E Agora? Lembra-me», de Joaquim Pinto, foi selecionado para a competição internacional de longas-metragens do DocLisboa entre mais oito películas, escreve a agência Lusa.

«E Agora? Lembra-me» já foi exibido nos festivais de cinema de Nova Iorque e em Locarno, onde foi premiado, e também no festival Queer, em Lisboa.

Trata-se de um documentário biográfico realizado e protagonizado por Joaquim Pinto, que vive há 20 anos com os vírus da hepatite C e VIH.



Na competição internacional de curtas-metragens, entre mais nove filmes selecionados, está «Mauro em Caiena», do brasileiro Leonardo Mouramateus.

Na competição portuguesa de longas-metragens há sete filmes, entre os quais várias estreias mundiais, como «Cara a Cara», de Margarida Leitão, «Os Caminhos de Jorge», de Miguel Moraes Cabral, «A Campanha do Creoula», de André Valentim Almeida, «Twenty-One-Twelve The Day The World Didn't End», de Marco Martins, e «Vida Ativa», de Susana Nobre.

Na competição portuguesa de curtas-metragens estão sete estreias mundiais, exceto «A Batalha de Tabatô», de João Viana, que já teve a primeira exibição nacional no Festival IndieLisboa, em abril passado, depois de apresentado e premiado no Festival de Cinema de Berlim, no início do ano.

DocLisboa acontece «em momento de luta pelo cinema em Portugal»

Na programação estão incluídas uma retrospetiva de Alain Cavalier, filmes sobre as manifestações na Turquia, na Síria e no Brasil, sobre o golpe militar no Chile ocorrido há quarenta anos, e ainda filmes de realizadores como Nicolas Provost, Jonas Mekas e Jane e Louise Wilson.

Em declarações à agência Lusa sobre o financiamento do festival, Cinta Pelejà, da direção, indicou que se manteve no mesmo nível do ano passado, rondando um milhão de euros, valor que inclui o apoio direto de 370 mil euros de alguns patrocinadores privados e dos parceiros principais: Instituto do Cinema e do Audiovisual, Programa Media da União Europeia, Câmara Municipal de Lisboa e Culturgest.

Esta 11.ª edição do Festival Internacional de Cinema DocLisboa vai decorrer, de 24 de outubro a 3 de novembro, no Cinema São Jorge, na Culturgest, na Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, no Museu da Eletricidade, no Carpe Diem Arte e Pesquisa, no Fórum Municipal Romeu Correia, na Galeria Palácio Galveias, no Lux Frágil, no Cinema City Alvalade (em vez do Cinema Londres, entretanto encerrado), e na Voz do Operário.

A programação completa do festival pode ser consultada em DocLisboa.org.