O filme canadiano "Spring & Arnaud", de Marcia Conolly e Katherine Knight, conquistou hoje, em Lisboa, o primeiro prémio do Festival Internacional Filmes sobre Arte, disse à agência Lusa fonte da organização.

O festival encerrou este domingo - após quatro dias de exibições de um total de 22 filmes, quatro deles portugueses - com a atribuição dos Prémios Hare (lebre) e as menções honrosas a cinco filmes.

Contactada pela agência Lusa, Rajele Jain, diretora do festival, revelou que o Golden Hare foi atribuído a "Spring & Arnaud", longa metragem que aborda a vida e obra do casal de artistas canadianos Arnaud Maggs, de 85 anos, e Spring Hurlbut, de 60, mostrando como a arte e a vida se cruzam.

O segundo prémio - Silver Hare - foi entregue a "Master & Tatiana" (Lituânia) de Geerè Žickyté, e o terceiro prémio do festival - Iron Hare - foi para o filme "Reza Abdoh - Theatre Visionary" (EUA), de Adam Soch.

Nesta oitava edição foram ainda entregues menções honrosas a "Kiki of Montparnasse" (França) de Amelie Harrault, e a "La Maddalena" (Itália), de Ila Bêka e Louise Lemoine.

O certame tem vindo a apresentar, há oito anos, uma programação de filmes internacionais e nacionais que abordam temas artísticos nas artes visuais, fotografia, teatro, literatura, música, entre outras.

O Festival Internacional Filmes sobre Arte foi criado em 2008 por Rajele Jain com o apoio do Festival Temps D’Images, e desde então tem sido produzido de forma independente pela Associação Cultural Vipulamati: Ample Intelligence.

Mas esta oitava edição, de acordo com a diretora, realizou-se sem apoios do Festival Temps D´Images ou do Instituto do Cinema e do Audiovisual, o que levou à diminuição do número das sessões a dois terços.

Os filmes foram exibidos na Galeria Zé dos Bois (GZDB), em Lisboa, com entrada gratuita, entre eles o documentário "(Entre) Cenas", de Rui Simões, abordando a rodagem de "Os Maias", de João Botelho.

O júri da edição deste ano foi composto por quatro realizadores e artistas portugueses: Eduardo Barbosa da Cunha, Patrícia Guerreiro, Rui Calçada Bastos e Gustavo Sumpta.