A atriz britânica de Harry Potter, Emma Watson, é o mais recente alvo de hackers que ameaçam publicar um conjunto de fotografias em que aparece nua. Ao que tudo indica, a ação é uma retaliação ao discurso que proferiu em Nova Iorque, no fim de semana, como embaixadora da Boa Vontade das Mulheres da ONU.

No discurso, feito no âmbito da campanha "HeForShe", uma iniciativa da igualdade entre os géneros feminino e masculino, a atriz demonstrou o desejo de as mulheres serem tratadas e pagas como os homens, acrescentando que estes deveriam apoiar as mulheres a conseguirem essa igualdade de tratamento.

Emma Watson manifestou-se ainda contra a publicação de fotografias roubadas, através de pirataria informática, de que a atriz Jennifer Lawrence foi o mais recente exemplo depois de terem sido divulgadas imagens nuas da atriz.

Foi no início do mês, depois de as primeiras fotografias deste género terem sido publicadas, que Emma escreveu no Twitter: «Ainda pior do que ver a privacidade das mulheres violadas nos meios de comunicação é ler os comentários que são feitos, que mostram uma tal falta de empatia».





No site dos hackers, 4Chan, aparece uma imagem da atriz de Harry Potter a limpar uma lágrima, com um relógio digital a fazer a contagem decrescente.

O Gawker US publicou no seu site uma série de comentários que davam uma possível explicação para o porquê da decisão de se publicar agora estas fotografias. «Ela faz discursos feministas estúpidos na ONU e agora as suas fotografias nua aparecerão online».

No mês de Setembro, mais de 100 nomes foram alvo destes «ladrões online», que roubaram dezenas de fotografias e vídeos íntimos e as publicaram no site.

Já surgiram rumores de que haverá uma segunda onda de imagens destas em que os nomes de Kim Kardashian, Rihanna, a ex-estrela infantil, Mary-Kate Olsen, e a jogadora de futebol dos EUA, Hope Solo, aparecem como sendo os próximos alvos.

A lista original também incluía Vanessa Hudgens, Jessica Brown Findlay, Cara Delevingne, Kate Bosworth, Selena Gomez, Kate Upton, Kirsten Dunst e Kaley Cuoco.

O FBI e a Apple estão a realizar investigações sobre a invasão generalizada de contas pessoais, acreditando terem sido feitas através do serviço iCloud.