«Dediquei-me a tornar-me numa pessoa e num cidadão melhor para poder ser um exemplo para os meus filhos e para outros. Receber o perdão seria um reconhecimento formal de que já não sou a pessoa que costumava ser», escreveu Wahlberg no pedido enviado ao Comité.

O ator alega que, apesar do uso de linguagem racista, a raça dos homens não foi a motivação do seu crime, culpando a «influência de álcool e drogas». Wahlberg cometeu o crime de agressão enquanto roubava cerveja de uma loja de conveniência, na altura tinha 17 anos e foi julgado como adulto, ficando preso durante 45 dias.

 

Mark acredita que o perdão vai fazer com que «jovens problemáticos vejam como uma inspiração e motivação que também eles podem transformar as suas vidas».

 

De acordo com o jornal The Boston Globe, até hoje, o ator nunca pediu desculpas ou pagou quantia alguma às vítimas do crime.

 

Os jornalistas do TMZ acreditam que Mark quer participar no reality show Port of L.A., o programa que retrata o dia-a-dia dos agentes da autoridade que controlam a entrada e saída de contentores do porto mais movimentado dos EUA, mas para isso não pode ter registo criminal.