A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, considerou esta quarta-feira que as economias asiáticas estão a "sair-se bem" num contexto de volatilidade criada nos mercados pelo abrandamento da China, segunda economia mundial.

Apesar das pressões externas e do abrandamento da atividade na Ásia, "esta região está a sair-se bem" e vai continuar a ser decisiva para o crescimento mundial, declarou a diretora do FMI durante uma visita a Jacarta.

Os mercados continuaram em queda esta semana devido à desaceleração da economia chinesa, de Tóquio a Nova Iorque, passando pela Europa.

Já esta terça-feira a diretora-geral do Fundo tinha afirmado que as economias emergentes devem estar atentas ao abrandamento da atividade na China e advertiu que o crescimento mundial este ano deverá ficar abaixo do previsto.