"É agora ao PS que cabe uma solução política", disse Passos Coelho. 












“É de sublinhar a irresponsabilidae com que um governo que foi escolhido nas eleições foi derrubado no Parlamento”, disse.




“O PSD não vê nas posições que foram conjuntamente assumidas pelo Partido Socialistas com os restantes partidos que derrubaram o Governo no Parlamento, uma solução que tenha estas características”.






“O PS não pode voltar-se para os partidos que derrubou no Parlamento pedindo-lhes apoio, mas não pode acreditar que os partidos mais à esquerda sejam o suporte de um governo estável, duradouro e consistente”.