Mais de dez pessoas foram detidas na Catalunha (nordeste), no âmbito de uma operação internacional contra o branqueamento de capitais relacionados com a Camorra (máfia napolitana), anunciou hoje o Ministério Público espanhol.

A maioria dos detidos, 13, na cidade de Barcelona e noutras localidades da província espanhola são de nacionalidade italiana, embora também tenham sido detidos um espanhol, um venezuelano, um chileno e um colombiano.

"Para já há uma dezena de detidos, mas este número pode aumentar", afrimou o porta-voz da polícia catalã.

Esta operação internacional é liderada na Catalunha pela Unidade Central Operativa (UCO) da Guardia Civil e os Mossos d'Esquadra (Catalunha) e dirigida pelo tribunal número 6 da Audiência Nacional (tribunal especial espanhol para os crimes mais graves ou complexos), indicou em comunicado.

Operações similares estão a decorrer também na Alemanha e Itália.