Um jovem de 25 anos levou um ano para reencontrar uma mulher e quando a encontrou ela fez-lhe literalmente «delete».

A procura do neo-zelandês, que tentava encontrar Katie, uma norte-americana pela qual se tinha apaixonado na noite da passagem de ano, acabou mal.

No dia 31 de dezembro de 2012, Reese Mckee encontrou uma mulher a chorar na berma de uma estrada em Hong Kong, na China.

A rapariga perdera-se das amigas e Reese decidiu fazer-lhe companhia na passagem de ano. Mas, na manhã seguinte, ao reencontrar os amigos, Katie abandonou Reese e deixou-lhe estas últimas palavras: «Encontra-me».

Reese cumpriu a promessa e a distância não foi um impedimento. Contando apenas com um nome e uma foto, Reese criou uma página no Facebook e deu início às buscas para encontrar esta misteriosa mulher por quem se tinha apaixonado.

Muitas foram as pessoas que se disponibilizaram imediatamente para ajudar Reese a encontrar Katie. E, após meses de buscas, Katie foi finalmente encontrada em Washington, nos Estados Unidos.

Mas, esta história não termina com «felizes para sempre». Devido as milhares de mensagens recebidas, a jovem acabou por apagar todas as suas contas das redes sociais para que ninguém pudesse entrar em contato com ela.

Perante esta atitude da jovem norte-americana, Reese confessou que esta procura tinha de facto tomado proporções exageradas: «as pessoas começaram a investigar todas as Katies da cidade de Washington», lamenta o jovem.

O que poderia ter sido uma simples procura, tornou-se numa verdadeira caça ao homem, aliás, caça à mulher.

Os media dos quatro cantos do mundo quiseram ouvir a história de Reese e Katie contada na primeira pessoa, mas o jovem recusou sempre todos os convites.

«Nunca pensei que isto se tornasse de certa forma numa perseguição. Agora, só me resta esperar que a poeira assente», confessou o jovem ao jornal «New Zealand Herald».