Uma juíza de um Tribunal Superior da Bósnia-Herzegovina foi despedida depois de ter sido vista a apanhar «banhos-de-sol» completamente nua no seu escritório.

Segundo o «Mirror», Enisa Bilajac foi fotografada por pessoas do edifício em frente, e despedida quando as fotografias foram divulgadas nos media.

O Supremo Tribunal afirmou que o comportamento da mulher de 35 anos denigre a imagem da instituição e acabou por despedi-la.

No entanto, o mesmo tribunal acabou por rever a decisão e vai permitir que Bilajac regresse ao trabalho.

O juiz que julgou o caso acabou por concordar que a mulher estava a cumprir um «ritual matinal» de exercício, e que havia trancado a porta para impedir que alguém pudesse entrar durante o seu momento «íntimo».