Se está a pensar ser infiel talvez seja melhor verificar o colchão. Tudo porque uma empresa espanhola, dedicada à fabricação de artigos de descanso, resolveu criar um colchão que deteta infidelidades.

A ideia surgiu devido às elevadas taxas de infidelidade em Espanha, escreve o El Mundo.

O “Smarttres” é um colchão com sensores integrados nas molas que detetam os movimentos que correspondem a atividade sexual. Quando isso acontece, é enviado um alerta para o telemóvel do dono através de uma app.

Os sensores funcionam graças a uma bateria extraível oculta, que tem autonomia para uma semana e carrega-se por USB.

Na aplicação é possível ver vários dados, como a posição em tempo real de cada sensor e mostrar um mapa 3D do colchão para perceber exatamente que zona está a receber maior pressão.

A empresa Durmet comercializa o colchão através do seu site, com preços entre os 1.550 e os 2.050 euros.

Mas como é que a tecnologia assegura que os movimentos não correspondem, por exemplo, a uma criança a saltar na cama dos pais? A empresa assegura 100% de fiabilidade nas suas medições porque, segundo afirma, as pressões exercidas por uma criança e as de um ato sexual não são as mesmas para os sensores.