Uma mulher foi atingida por uma bala perdida em Belém, no Brasil, mas a sorte esteve do lado dela. Graças ao aro do sutiã, a bala não atingiu o corpo.

 

Ivete Maurício saia com o marido do supermercado quando se deparou com um assalto do outro lado da rua. Assim que começaram os tiros, a mulher escondeu-se no supermercado.

 

«Do nada ele puxou do revólver e eu comecei a gritar “Pega ladrão”. Ele virou-se e começou a atirar», conta a comerciante ao G1.

 

Uma das balas acabou por atingir Ivete, que só acreditou que tinha sido baleada quando viu o vestido furado.

 

«Eu peguei no peito e dizia “Não, não tem sangue, não foi comigo”. Quando olhei melhor senti o peito a arder», revela.

 

Ivete foi levada para o hospital de imediato, onde fez exames que revelaram que a bala não causou ferimentos.

 

«Foi um livramento de Deus. O aro amorteceu um pouco, mas foi Deus que me salvou mesmo», acrescenta.