Um Tribunal de Singapura sentenciou a três meses de prisão e a três chicotadas um homem considerado culpado de vandalismo, revela hoje a imprensa da Cidade Estado.

Mohamad Khalid Mohamad Yusop, 33 anos, terá de pagar os custos da limpeza, cerca de 121 euros, do monumento dos mortos de guerra em Singapura que pintou de vermelho com a palavra «democracia» para depois cortar com um «X» na noite de 23 de abril.

O juiz Lim Tse Haw descreveu como «antissocial e egoísta» o ato vândalo de Mohamad.