Um detido que se encontrava internado sob custódia no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, Rio de Janeiro, foi resgatado por 15 homens armados na madrugada desta segunda-feira. O traficante estava sob custódia de dois agentes do 41° Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Irajá.
 
Segundo a polícia, Johnny Luís da Silva, conhecido como «Bebezão», é apontado como o chefe do tráfico do Morro da Pedreira, em Costa Barros, no subúrbio do Rio. As informações são do 12º BPM (Niterói).
 
O traficante internado foi baleado durante um confronto com militares após uma tentativa de roubo de cargas de cigarro, no dia 16 do mês passado, na Pavuna, na Zona Norte do Rio. Bebezão foi levado para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, e de lá foi transferido para o Azevedo Lima, na semana passada.
 
Durante o resgate, pacientes e funcionários da unidade hospitalar foram trancados no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) para facilitar a fuga. Morreram três suspeitos e um foi preso.
 
Polícias dos batalhões de Irajá, de São Gonçalo e de Niterói estão no hospital à procura de informações sobre a invasão e o resgate do traficante. O coronel Luís Carlos Leal Gomes, comandante do 41º BPM, disse ao jornal brasileiro Extra Globo que, a partir dessas informações, será traçado uma plano para tentar recapturar o preso.