Uma escola primária de Salt Lake City, em Utah, nos Estados Unidos, tirou, literalmente, o almoço a cerca de 40 alunos, por falta de pagamento de refeições por parte dos pais dos menores, escreve o jornal «The Salt Lake Tribune». Foi-lhes dado leite e fruta em vez da refeição normal.

A ideia da escola era não servir refeições aos alunos que tivessem em falta verbas relacionadas com a alimentação, mas como os funcionários não foram avisados a tempo, as refeições foram servidas de forma normal. Minutos depois, muitos alunos viram o almoço ser-lhes retirado da frente e deitado fora, sem qualquer explicação. Os funcionários apenas disseram aos menores «vão buscar leite».

Sophia Isom, aluna do quinto ano, questionou o funcionário do bar sobre o que se estava a passar. «Ele deu-me uma laranja e disse que eu não tinha dinheiro para almoçar», contou a aluna à KSL-TV.

Erica Lukes, mãe de Sophia ficou chocada com o incidente e confessa que achava que tinha o pagamento das refeições em dia. «É uma atitude desprezível. São crianças e não devem ser castigadas ou humilhadas por algo que os pais é que devem resolver», acusou.

A meio da semana, quarta-feira, a escola publicou um pedido de «desculpas» na sua página do Facebook e avançou que «ia investigar se os pais tinham ou não tinham sido notificados das dívidas em causa, na semana anterior». A escola diz ainda que «compreende que os pais estejam incomodados e que os alunos se tenham sentido envergonhados e humilhados».