Canal de TV exibe filme porno por acidente

Responsável por erro foi suspenso. Conteúdo pornográfico esteve no ar durante três minutos

Por: / ASS    |   3 de Abril de 2008 às 13:20
Um canal de televisão da Polinésia Francesa exibiu acidentalmente, no início do passado mês de Março, parte de um filme pornográfico logo a seguir à transmissão de um programa religioso, informa a Reuters.

A confusão aconteceu no canal Tahiti Nui, que divulgou o conteúdo inapropriado durante três minutos, a meio da tarde. Durante 52 segundos o filme exibiu «pornografia explícita». «É engraçado, sim, mas não para nós», afirmou Haupert Ives, director-geral do canal.

O material foi veiculado porque o técnico responsável mudou um canal da recepção do satélite para assistir ao conteúdo adulto, que foi gravado acidentalmente. Sem verificar o material antes de o exibir, acabou por colocar o filme porno no ar.

O técnico foi suspenso durante uma semana, período em que não recebeu o ordenado.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Televisão
Televisão
COMENTÁRIOS

PUB
«Se Sócrates não fosse quem é, não estaria preso»

O advogado João Araújo, que representa o antigo primeiro-ministro José Sócrates, está convicto da inocência do cliente: «Acredito e declaro, com toda a certeza possível, que o senhor engenheiro José Sócrates não praticou aqueles crimes que lhe imputam». O causídico disse, no «Jornal das 8» da TVI, que o «processo tem uma face profundamente política». «O facto de ele ser quem é, influenciou a decisão do juiz», sublinhou