Um avião da British Airlines descolou do aeroporto de Amesterdão com uma mulher trancada na casa de banho, que foi impedida de regressar ao seu lugar até que a aeronave atingisse altitude de cruzeiro.

Segundo publicou o Daily Mail, esta terça-feira, a mulher estava a tentar sair do WC quando o avião começou a descolar.

Uma das assistentes de bordo instruiu-lhe que voltasse para dentro da pequena cabine, uma vez que «era extremamente perigoso», ainda que não houvesse cinto de segurança para segurar a jovem no WC.

A rapariga com cerca de 20 anos só pôde regressar ao lugar quando a luz dos cintos de segurança foi desligada.

Alguns passageiros chocados com a situação contaram que tudo foi causado pela «pressa» de repor o tempo de atraso que o voo já levava (cerca de 30 minutos).

O avião começou a andar «com alguns passageiros ainda de pé e à procura de lugar para guardar as malas» disse um passageiro.

«Quando o avião começou a acelerar na pista, ouvi um barulho vindo da parte de trás da aeronave. Uma assistente de bordo que estava sentada no seu lugar estava a gritar na traseira do avião»».

«Eu ouvi outros passageiros a dizer que não havia um assento livre no avião, por isso não sei como não perceberam que a rapariga não estava no seu lugar, até porque o seu lugar era junto ao corredor. Os assistentes estavam sentados junto à casa de banho, mas é óbvio que, com a pressa de sair, não a verificaram», continuou.

A passageira não sofreu quaisquer ferimentos e pediu desculpa aos assistentes pelo incidente.

Na aterragem, o comandante fez questão de adicionar o aviso de não utilizar a casa de banho ao habitual de apertar os cintos.