Uma mulher nos Estados Unidos da América decidiu fazer uma experiência e testar o prazo de uma refeição infantil do McDonald’s. No dia 8 de janeiro de 2010, Jennifer Lovdahl comprou um “Happy Meal”, constituído por quatro panados de frango e um pacote de batatas fritas. E guardou-o no escritório.

De acordo com o jornal britânico “The Independent”, segunda-feira, seis anos depois, Jennifer Lovdahl concluiu a experiência e abriu a caixa da refeição, que já começava a desfazer-se. Para seu espanto, os panados de frango e as batatas estavam intactos.

 

It's been 6 years since I bought this "Happy Meal" at McDonald's. It's been sitting at our office this whole time and...

Publicado por Jennifer Lovdahl em  Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2016

 

"Não apodreceu, criou bolor ou começou a decompor-se", escreveu a norte-americana no Facebook, após partilhar fotografias do "Happy Meal" com seis anos e a alertar para a quantidade de conservantes presentes na refeição infantil.

"Só cheira a cartão. Fiz esta experiência para mostrar aos pais o quão pouco saudável esta comida pode ser. Especialmente para as nossas crianças! Maçãs, bananas, cenouras, aipo… Isso é que é verdadeira ‘fast food’", concluí  Jennifer Lovdahl na publicação feita nas redes sociais, que já se tornou viral.

No site oficial, a empresa aborda a questão para explicar que “a comida precisa de humidade no ar. Sem ela, a comida simplesmente seca – por exemplo, como o pão que é deixado de fora do armário durante a noite para fazer “croutons”.

“Podem ter visto experiências que parecem mostrar que não há nenhuma decomposição nos pratos que servimos. Mas provavelmente, isso é porque a comida desidratou antes que qualquer deterioração visível tenha ocorrido”, acrescentou a McDonald's.