Em apenas algumas horas os utilizadores do Facebook resolveram um mistério que atormentava os historiadores de Israel há vários meses. A Autoridade de Antiguidades israelita publicou na rede social uma imagem de um misterioso objeto dourado, encontrado no país há seis meses, que pensavam ser uma relíquia ancestral, mas que afinal não passava de um utensílio usado na naturopatia.

O misterioso objeto foi encontrado no cemitério de Jerusalém por um funcionário, que chamou a polícia por temer que fosse uma bomba. Depois de verificarem que não oferecia qualquer tipo de perigo, os agentes entregaram-no à Autoridade de Antiguidades de Israel para que fosse examinado.

Foram feitos testes de raio-X e analisados os materiais que o compõem.

Segundo o The Guardian, foi colocada até a hipótese de o objeto ter sido usado nos templos judeus há centenas de anos. Mas, durante os seis meses de investigação, não houve qualquer pista que pudesse indicar de onde vinha e para que servia.

Por isso, os investigadores resolveram servir-se de um último recurso: o Facebook. 
 

***עדכון: חכמת ההמונים אכן עשתה את שלה, והגולש מיכה ברק פתר את תעלומת החפץ מצופה הזהב. על כך - בפוסט נפרד*** החפץ המסתו...

Publicado por ‎ רשות העתיקות - לגעת בעבר‎ em  Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2015


As imagens foram divulgadas na terça-feira e, em apenas algumas horas, a verdade sobre o objeto foi descoberta: o achado é afinal algo apelidado de “curador de energias”.

Cerca de 300 pessoas responderam na publicação que se tratava de um “Weber Isis Beamer”, usado pela naturopatia para equilibrar energias.

Um objeto, aliás, tão comum, que pode ser comprado online, em vários tamanhos, com preços que vão desde os 60 aos mil euros.