Vários países europeus alteraram a hora, atrasando o relógio na madrugada de domingo, para abrir as portas ao horário de inverno. Contudo, o governo turco quer permanecer no horário de verão até novembro, mas os relógios automáticos não cederam às ordens.

O presidente Recep Tayyip Erdogan decidiu adiar a mudança até depois das eleições gerais, mas esqueceu-se que os dispositivos automáticos não poderiam conhecer as suas ordens. O incidente levou à confusão na Turquia, uma vez que os computadores e os telemóveis se atualizaram para uma hora mais cedo.

Muitos utilizadores chegaram mesmo a recorrer às redes sociais para perguntar pelas horas, publicando com a hashtag #saatkac, que significa "que horas são?", em turco.

De acordo com a BBC, as autoridades do país implementaram que a mudança de horário só deve ter lugar no dia 8 de novembro, às 4:00, depois dos eleitores irem às urnas. Esta não é a primeira vez que o governo adia mudanças de horário para celebrar momentos importantes.

Contudo, esta nova imposição fez com que muitos utilizadores expressassem descontentamento no Twitter, criticando a decisão do governo.
 

"Nas próximas duas semanas a Turquia está no HPPE... Horário Padrão Planeado por Erdogan", pode ler-se num dos comentários deixados na rede social.

 
A decisão de Erdogan chegou a ser comparada às do líder da Coreia do Norte, King Jong-un, e de Hugo Chavez, na Venezuela.