Um hospital na China produziu um dispositivo eletrónico que simula a experiência de ter um filho, através da estimulação dos músculos do abdómen.

Os técnicos do hospital recorrem a choques elétricos para simular as contrações, e também a dor suportada pelas mulheres durante o parto.

Segundo o porta-voz do hospital, esta experiência destina-se « a criar consciência e mais respeito pelo que as grávidas têm de passar, e em especial destacar o processo trabalhoso pelo qual passam durante nove meses, até ao dia do parto».

Alguns homens mostraram-se relutantes em relação à ideia, mas muitos outros, alguns impulsionados pelas mulheres, demonstraram entusiasmo por serem submetidos a esta dolorosa experiência, prova disso é a fila de espera para a sua concretização.

Um dos homens que já passou pela experiência foi Guang Liao, um futuro pai de 29 anos, que conta o porquê de se ter submetido a este projeto.

«A minha mulher vai ter o bebé em três meses, e nós discutimos quando lhe disse para não exagerar. Quando ouviu falar deste projeto, disse-me que eu tinha de me inscrever para que soubesse do que realmente se trata», conta.

«Devo admitir que fiquei curioso, e se aquilo que experienciei é realmente aquilo pela qual ela passa, então devo dizer que mudei a minha atitude. Foi incrivelmente doloroso e apenas passei por isso durante alguns minutos. Se tivesse de aguentar durante horas não se seria capaz de suportar», acrescentou.