Gato salva vida da dona horas depois de ser adotado

Tentou manter a dona acordada, depois de uma crise de diabetes e chamou o filho dela, que estava a dormir

Por: tvi24 / MM    |   26 de Fevereiro de 2012 às 14:34
Um gatinho que tinha acabado de ser adotado terá salvo a vida da dona, depois de uma crise de diabetes. Pudding, assim se chama o gatinho, tinha acabado de ser trazido para casa de Amy Jung, depois de a mulher e o filho terem sentido um impulso para o adotar, quando visitaram um abrigo para animais.

Horas depois, Amy teve uma crise de diabetes, doença de que sofre desde criança. Perante o desmaio da dona, Pudding deitou-se em cima dela e bateu-lhe na cara com a patinha até a senhora recuperar a consciência.

Depois de colocar a dona consciente, de acordo com o que conta o jornal online «Weird World News», o animal correu ao quarto do filho da mulher, que dormia e não ouviu os chamamentos fracos da mãe.

Amy e os médicos acreditam que ela podia ter morrido, se Pudding não tivesse agido tão rapidamente. Agora, Amy inscreveu Pudding num programa de terapia animal e o gatinho está a ser treinado para permanecer aos pés da dona e miar quando persentir o nível de açúcar no sangue a baixar.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: gato
gato

COMENTÁRIOS

PUB
«Se Sócrates não fosse quem é, não estaria preso»

O advogado João Araújo, que representa o antigo primeiro-ministro José Sócrates, está convicto da inocência do cliente: «Acredito e declaro, com toda a certeza possível, que o senhor engenheiro José Sócrates não praticou aqueles crimes que lhe imputam». O causídico disse, no «Jornal das 8» da TVI, que o «processo tem uma face profundamente política». «O facto de ele ser quem é, influenciou a decisão do juiz», sublinhou