Uma noiva americana foi presa por fraude na semana passada. La'Reese Michelle Darville pagou o casamento de sonho com o cartão de crédito da empresa onde trabalha.

A boda realizou-se a 1 de junho num hotel com casino da Florida, mas a polícia só deteve a mulher na passada segunda-feira.

La'Reese Michelle Darville está acusada de uma fraude de cerca de 50 mil dólares, mais de 36 mil euros, à empresa para a qual trabalha há oito anos, que serviram para pagar o salão, a comida e até um milhar de fotografias.

Um dos patrões e vítimas do crime de fraude é o próprio pai, sócio da empresa onde La'Reese exerce funções no departamento financeiro, o que lhe permite o acesso às contas.

O dinheiro começou a ser retirado das contas da empresa em setembro de 2012. Do total subtraído, só dez mil dólares foram autorizados pelo pai.

A mulher nega todas as acusações e lamenta o mal-entendido, alegando que se trata de um empréstimo. La'Reese Michelle Darville não se mostra arrependida. Pelo contrário, não percebe por que é que ela está acusada de uma prática comum entre os funcionários, como contou ao canal WPEC.

A polícia não ficou muito convencida com as explicações. A mulher foi levada presa e vai responder por fraude, embora já esteja em liberdade depois de pagar a caução.