Uma mulher foi detida no aeroporto de Boise, no Estado norte-americano de Idaho, depois de ter tentado abrir a porta do avião durante um voo de San Francisco para Boise, na segunda-feira de manhã.

De acordo com a CBS News, a mulher teve de ser neutralizada por outros passageiros a bordo do voo 5449, da companhia SkyWest. A mulher foi mantida no chão enquanto outro passageiro lhe amarrava os pés, juntos.

Num vídeo divulgado no YouTube, ouve-se a mulher a gritar: "Eu sou Deus! Eu sou Deus! Eu sou Deus!".

Scott T. Smith, um veterinário que trabalha como consultor, era outro dos 73 passageiros a bordo do avião. Em declarações ao jornal Idaho Statesman contou que, durante o voo, ia sentado atrás da mulher e de uma outra que aparentava ser a companheira de viagem.

Ela não agiu como deve ser, ou de forma normal, desde o início [do voo]. Interpretei isso como: uma delas está a tentar superar o medo de voar… Poderia dizer que uma delas ou ambas estavam incomodados com o facto de voar", afirmou.

Scott T. Smith começou a ver um filme, antes de perceber que a mulher se tinha levantado do lugar e tinha sido neutralizada por outros dois passageiros.

Pude vê-la deitada no chão. A equipa do voo estava realmente calma. Toda a gente no voo estava bastante calma”, revelou.

O veterinário disse ainda que não sabia se a mulher "estava a tomar algum tipo de medicação" e definiu-a como "mentalmente instável".

Este passageiro também explicou que o comandante do avião agradeceu aos passageiros que neutralizaram a mulher.

"Nunca estive preocupado, as pessoas reagiram imediatamente", explicou Smith.

A mulher foi entretanto colocada sob custódia do Departamento de Saúde e Bem-Estar de Idaho e está sob avaliação médica, refere o jornal International Business Times.