Um pai obrigou o filho de 10 anos a ir a correr para a escola, durante uma semana, alguns dias debaixo de chuva. Foi este o castigo encontrado por Bryan Thornhill por o filho ter sido expulso do autocarro, depois de ter agredido colegas.

Este episódio aconteceu no estado da Virginia, nos Estados Unidos. Bryan Thornhill conduziu atrás do filho, Hayden, e filmou-o no percurso de cerca de 1,6 quilómetros, que este fez para a escola várias vezes na semana passada.

Thornhill publicou depois os vídeos na sua página do Facebook. O primeiro vídeo publicado já registou mais de um milhão de visualizações. Nele, Bryan explica as razões pelas quais castigou o filho.

O meu filho foi expulso três dias do autocarro durante três dias por fazer bullying com os colegas, e eu não tolero isso."

E acrescenta: "Por isso, ele tem que ir a correr para a escola durante esta semana".

Bryan diz que é uma forma saudável de castigar, porque se trata de exercício físico. Thornhill explicou ainda que o comportamento do filho melhorou, aparentemente, depois do castigo.

 

O pai carregou esta segunda-feira um segundo vídeo do filho a correr para a escola, a cumprir o castigo.

 

Hayden pode ser visto a correr ao longo de uma estrada a um ritmo constante nos dois vídeos, que têm a duração de cerca de 13 minutos. Bryan garante que o filho de 10 anos "aprendeu uma lição valiosa". 

Os vídeos tiveram dezenas de milhares de gostos e partilhas no Facebook. Muitos utilizadores das redes sociais elogiaram a atitude de Bryan Thornhill. Outros criticaram-no chegando mesmo a acusá-lo de abuso infantil.