As Torres InTempo, em Benidorm, Espanha, queriam ser as mais altas residências da Europa, mas o projeto começou mal. Inicialmente, estavam previstos 20 andares mas foi decidido construir mais 27 pisos. E aqui, surge o problema. Os engenheiros e arquitetos esqueceram-se do elevador para os restantes pisos.

O arranha-céus que servia como símbolo de esperança e prosperidade está parado e ninguém sabe como se vai resolver o problema. Um edifício de 47 andares, e 200 metros de altura, precisa de uma estrutura maior para os elevadores, mas o sistema não foi redefinido com alteração de altura e, agora, o arranha-céus só tem elevador até ao 20º piso.

Os engenheiros e arquitetos despediram-se e, até ao momento, ainda não é conhecida a solução para o esquecimento.