Nomeado de Sinbad, o gato fugiu de um camião no porto de Alexandria, no Egito, a 8 de março e entrou num contentor que foi selado e seguiu pelo Mar Mediterrâneo. Foi encontrado quando o camião, onde depois foi colocado o contentor, chegou ao entreposto de Hereford em Inglaterra, no dia 25 de março.

«Ouvimos um barulho estridente. Nunca tinha ouvido um gato a fazer aquelo barulho. Um dos rapazes pensou que era um bebé. Eu só me virei e pensei ‘Meu Deus, o que é isso’. Depois vi a cabeça do gato assim que abri a porta. Observamos o selo e não tinha sido adulterado. Foi muito estranho», explicou o motorista de 56 anos.

«Nós consideramos que é muito dinheiro para um gato. Mas ele esteve numa tal situação em que a única coisa a fazer é ajudá-lo desta forma. Ele é um gato muito carinhoso e uma vez que termine a quarentena vamos procurar um lar amoroso para ele ficar», afirmou a veterinária da clínica RSPCA, Pippa Boyd.