Um cão que pertencia a um grupo de traficantes de estupefacientes não podia ter mostrado melhor a lealdade para com o dono. Quando a polícia do sul do estado de Santa Catarina, no Brasil, entrou pelo edifício, onde o gangue escondia o produto do tráfico de droga e ordenou para se renderam e deitarem no chão, o canino também cumpriu as ordens da polícia e deitou-se. Já dizia o velho ditado que «o cão é o melhor amigo do homem» e para este não há melhor descrição. 

«As autoridades têm vindo a investigar o grupo há algum tempo e quando conseguiram apanhar uma quantidade substancial de cannabis e cocaína, para além de balanças, armas e munições, houve um cão que ladrou quando entrámos na propriedade, mas ao ver os donos a obedecer às ordens para se se deitarem, fez o mesmo», afirma o porta voz da polícia, Filippo Valdez.

Barnie Rico, veterinário e treinador de cães, explica que a posição do cão a expor a barriga é uma atitude clássica dos caninos quando querem mostrar que não apresentam nenhum perigo para terceiros.

«É evidente que é um animal muito inteligente, porque viu com atenção todas as ações e decidiu copiá-las», acrescenta.

Apesar da atitude de lealdade o animal não foi preso com o resto do grupo.