Uma mulher, de 55 anos, foi esfaqueada até à morte em casa, em Agra, no norte da Índia, e foi o papagaio de estimação que ajudou a encontrar o responsável.

O assaltante, para além de ter matado a mulher, levou ainda as suas joias, avança a AFP.

A família começou a desconfiar do sobrinho da vítima, Ashutosh, ao ver que o papagaio ficava muito agitado na sua presença ou na referência do seu nome.

«Cada vez que dizíamos o nome de Ashutosh, o papagaio começa a comportar-se de forma bizarra», revelou a madrasta da vítima, Ajay Sharma, acrescentando que o animal ficava quieto quando eram ditos outros nomes e que esse facto foi «comunicado à polícia».

O sobrinho foi detido e acusado na terça-feira do crime, tendo as joias sido encontradas. Segundo um polícia, Ashutosh tinha numa das mãos os vestígios de uma mordidela do cão da tia.

«O papagaio foi uma grande ajuda, já que não tínhamos pistas», afirmou Shalabh Mathr, responsável da polícia de Agra, citado pela agência Press Trust of India.