Uma mulher conduziu durante 300 quilómetros na Nova Zelândia enquanto estava inconsciente, após ter tomado comprimidos para dormir.

Segundo o «Daily Mail», a condutora sonâmbula partiu de Hamilton e conduziu durante cinco horas até ter sido encontrada a dormir dentro do carro perto de Tauranga.

Um amigo ligou para a polícia assim que se apercebeu que ela tinha saído de casa após tomar os comprimidos, uma vez que já tinha acontecido o mesmo há 10 meses.

A polícia, no entanto, só conseguiu encontrá-la no fim da viagem. A mulher foi acordada e não se lembrava de nada.

Vários amigos receberam SMS dela durante a noite, o que indica que terá escrito as mensagens no telemóvel enquanto conduzia.

Os agentes ficaram surpreendidos por não ter ocorrido nenhum acidente.

A mulher, que não foi identificada para a imprensa, ficou proibida de conduzir e terá de procurar um médico para reaver a sua carta.