Um menino chinês, de 11 anos, descobriu por acaso uma espada de bronze com cerca de três mil anos perdida num rio da província de Jiangsu, na China.

De acordo com a BBC, Yang Junxi contou que estava a lavar as mãos no rio Laozhoulin quando tocou num objeto duro que estava submerso e acabou por descobrir a espada enferrujada.

A descoberta da relíquia dos primórdios da civilização chinesa foi feita a 2 de julho, mas só foi revelada esta segunda-feira pela agência Xinhua.

O menino levou a espada para casa e a família, depois de ver a curiosidade dos vizinhos, decidiu levá-la para análise de especialistas.

A espada foi analisada a 3 de setembro e os arqueólogos calcularam que a espada, com 26 centímetros, possa ser da dinastia Shang ou Zhou: as primeiras dinastias chinesas cujos registos datam do século XVIII antes de Cristo.

«Algumas pessoas até ofereceram muito dinheiro para comprar a espada, mas achei ilegal vender esta relíquia», disse o pai do menino, Yang Jinhai.