É normal que as grávidas sintam movimentos na barriga, o que já não é assim tão natural é que continuem a sentir vibrações no abdómen quando o bebé já se encontra do lado de fora. Mas, foi exatamente isso que sentiu Hanan Karim, que, após uma cesariana, sentiu que alguma coisa estava a vibrar dentro dela provocando-lhe dores agudas. 

A mulher foi internada, no dia 24 de abril, num hospital privado de Amã, na Jordânia, para realizar uma cesariana. Depois do recobro, regressou a casa.

"A minha filha tinha muitas dores e não conseguia mexer-se. Levei-a de volta para o hospital onde foi tratada, mas sem sucesso", afirmou a mãe, Majeda Hamid, em declarações ao jornal Gulf News Jordan, citado pelo Mirror. 

Hanan foi então levada para o serviço de urgências do hospital público de Al Bashir, na mesma cidade, onde fez um raio-x. O resultado do exame não podia ser mais claro: tinha um telemóvel na barriga, alegadamente lá deixado pelo médico que a operou. A mulher foi submetida a uma nova cirurgia para remover o aparelho.

O porta-voz do Ministro da Saúde da Jordânia, Hatem Al Azrae afirmou que a história da Hanan é "infundada e fabricada", mas a oposição pede a demissão do clínico.