Os desconhecidos que passam por Dobri Dobrev, de 99 anos, na Bulgária, podem pensar que se trata apenas de um mendigo que depende da boa vontade das pessoas. No entanto, na cidade onde costuma passar a maior parte do tempo, Sofia, o quase centenário é rotulado de «santo» e «divino», conforme consta num sítio dedicado a ele, escreve o «Huffington Post».

Todos os dias caminhava cerca de 25 quilómetros, para pedir nas ruas da cidade, mas agora conta com o auxilio dos autocarros, confirma o sítio «SaintDobry».

Ao contrário do que se possa pensar Dobrev, com uma reforma de 80 euros, não guarda nenhum do seu dinheiro. Tudo que recebe doa a instituições, principalmente igrejas e orfanatos.

Um utilizador da rede social Reddit, Nullvoid123, falou em algumas ocasiões com o «santo» que lhe confidenciou que, em tempos, «cometeu alguns erros» e decidiu compensar as suas transgressões passadas ajudando os outros.

Dobrev já fez uma série generosa de doações ao longo dos anos, sendo que a maior foi os 17 mil euros, oferecidos à Catedral St. Alexander Nevsky. O relato foi confirmado, por um vídeo divulgado pela igreja.

«A boa vontade é justa e verdadeira. Tudo nela é bom», disse Dobev no filme «Mite», produzido em 2000. «Não devemos mentir, roubar, ou cometer adultério. Devemos amar os outros, como Deus nos ama a nós» acrescentou.