Bebé de nove meses acusado de tentativa de homicídio

Menino paquistanês identificado depois de a família ter atirado pedras a agentes que tentavam cobrar uma conta de gás

Por: tvi24 / MM    |   5 de Abril de 2014 às 13:27
Um menino paquistanês de apenas nove meses foi identificado e acusado de tentativa de homicídio, em Lahore, depois de a família ter recebido à pedrada agentes da polícia e um oficial de justiça que tentavam cobrar uma conta de gás.

O caso aconteceu a 1 de fevereiro, relata a CNN, citando um alto responsável da polícia de Lahore, quando vários polícias e um oficial de justiça foram a uma casa para tentar cobrar uma conta de gás. De acordo com a polícia, o pai da criança, um dos filhos adolescentes e outras pessoas da família ainda por identificar feriram gravemente alguns dos agentes, lançando-lhes pedras.

As autoridades investigaram toda a gente na casa. A CNN adianta que o documento da acusação fala em apedrejamento e tentativa de homicídio, mas não deixa claro porque é que o bebé de nove meses está implicado.

O bebé compareceu em tribunal na última quarta-feira ao colo do avô.

Após a cobertura mediática do caso, um oficial da polícia foi suspenso por registar a acusação contra o bebé.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Justiça
Justiça

COMENTÁRIOS

PUB
Ministro enfrenta novas demissões de chefes de urgências

Chefes da Urgência do Hospital do Litoral Alentejano demitem-se. Médicos apontam uma «degradação contínua das condições de trabalho no Serviço de Urgência» e recusam continuar à frente do serviço. Conselho de Administração já reagiu e «recusa a existência de falta de material, bem como a alegada degradação do serviço». Depois dos chefes das urgências do Garcia de Orta, dos diretores de serviço do Amadora-Sintra e do diretor do Santa Maria, esta é a quarta saída de dirigentes hospitalares