Bebé de nove meses acusado de tentativa de homicídio

Menino paquistanês identificado depois de a família ter atirado pedras a agentes que tentavam cobrar uma conta de gás

Por: tvi24 / MM    |   5 de Abril às 13:27
Um menino paquistanês de apenas nove meses foi identificado e acusado de tentativa de homicídio, em Lahore, depois de a família ter recebido à pedrada agentes da polícia e um oficial de justiça que tentavam cobrar uma conta de gás.

O caso aconteceu a 1 de fevereiro, relata a CNN, citando um alto responsável da polícia de Lahore, quando vários polícias e um oficial de justiça foram a uma casa para tentar cobrar uma conta de gás. De acordo com a polícia, o pai da criança, um dos filhos adolescentes e outras pessoas da família ainda por identificar feriram gravemente alguns dos agentes, lançando-lhes pedras.

As autoridades investigaram toda a gente na casa. A CNN adianta que o documento da acusação fala em apedrejamento e tentativa de homicídio, mas não deixa claro porque é que o bebé de nove meses está implicado.

O bebé compareceu em tribunal na última quarta-feira ao colo do avô.

Após a cobertura mediática do caso, um oficial da polícia foi suspenso por registar a acusação contra o bebé.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Justiça
Justiça

COMENTÁRIOS

PUB
BES: «Não encostei uma pistola à cabeça de ninguém»

«Fala-se do buraco, do buraco, do buraco no meu mandato... Apresentem-me números». Ano e meio depois de sair, ex-presidente do BESA diz que a carteira de crédito cresceu ainda mais, com outros a liderar o banco. Quanto à garantia do Estado angolano, afirma que caiu por culpa do Banco de Portugal. Já sobre os créditos em si, assume a responsabilidade por tê-los pedido, mas quem autorizou foi o BES: «Não encostei uma pistola à cabeça de ninguém». Há alguma contradição nas suas explicações sobre onde é que, afinal, pára o dinheiro dos polémicos créditos que desapareceram