Várias fãs automutilaram-se em jeito de protesto contra a saída, esta terça feira, de Zayn Malik, do grupo britânico Onde Direction e publicaram fotos no Twiiter com a hashtag «cut4zyan». O grupo, criado no «X Factor» em 2010, era até entao composto por cinco elementos Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson e Niall Horan.

O anúncio da saída do cantor foi feito no Facebook oficial da Banda, que publica também a justificação que Zayn deu para abandonar a banda.

«Após cinco anos, sinto que é o momento certo para abandonar a banda. Peço desculpa qaos fãs, não quero magoar ninguém, mas tenho que fazer o que o meu coração manda. Estou a deixar porque quero ser um rapaz normal, de 22 anos, capaz de relaxar e de ter algum tempo privado fora das luzes da ribalta», escreveu  Zayn Malik, que está noivo de Perrie Edwards.

Logo após a publicação, os fãs mostraram o desagrado e deixaram mensagens no Twitter. Também em Portugal muitos fãs contestaram a saída de Malik. Depois dos comentários seguiu-se uma campanha nas redes sociais. Os fãs publicaram fotografias com a «hashtag» onde evidenciam marcas de automutilação.
 

Se para muitos é uma atitude «normal» de revolta, para outros não passa de «atos mal pensados». «Isso é a coisa mais estúpida que já vi, não vai trazê-lo de volta, vai fazê-lo sentir-se mal, parem, chorem, mas isso não». Segundo o site oficial brasileiro da banda, 861 fãs terão cometido o suicídio através de envenenamento ou de cortes profundos, devido à saída de Zayn. Apesar destes números não serem verdadeiros, a página deixa uma mensagem importante para os fãs:

«Aconselho que não faça nada que o prejudique, como cortes no corpo e até mesmo tentar suicídio. Não vale a pena. É triste, é difícil? Sim, mas nós temos que continuar fortes e a apoiar os meninos que continuarão por nós!»