Uma píton teve de ser operada de urgência, na Austrália, depois de ter engolido um conjunto de tenazes de churrasco. Segundo a CNN informa, a proprietária, Aaron Rouse, estava a dar um rato à píton quando esta decidiu comer também os materiais que estavam a ser usados para a alimentar. 

A píton da espécie Woma foi levada para o Centro de Saúde Animal da Universidade de Adelaide, na Austrália, onde foi submetida a uma cirurgia. 

Oliver Funnell, o cirurgião veterinário do centro, considera este tipo de operações fáceis, no entanto, quando viu o animal, de nome Winston, percebeu que as tenazes já estavam alojadas numa parte avançada do trato digestivo, tornando a cirurgia mais difícil. 

"Podia sentir-se o contorno das pinças através da cobra", afirmou Funnell. 

 
As cobras têm a capacidade de regurgitar, ou seja, vomitar tudo aquilo que ingerem a mais. Contudo, se a píton tivesse iniciado esse processo podia ter-se magoado, uma vez que as pinças têm pontas afiadas.  “Havia a possibilidade (de poder regurgitar as tenazes) mas elas estavam muito para baixo. Mesmo arrastando-as para fora podia ter sido fatal”, explicou o veterinário.

A cirurgia foi auxiliada por estudantes de Medicina animal e demorou cerca de 25 minutos. 

Após uns dias em casa, Funnel voltou a ver a cobra que, segundo o médico, está a ter uma recuperação normal e até já começou a beber água. 

“Não a vamos alimentar durante duas a quatro semanas mas as feridas estão a curar muito bem”, concluiu.