Chama-se Tereza e veste smoking. A brasileira de 20 anos arranjou uma boa forma de ganhar a vida, ao ser contratada como par de meninas debutantes nas festas de adolescentes.

O príncipe encantado como se de um Ken da Barbie se tratasse. Um negócio pelo qual é capaz de cobrar cinco mil reais por presença, cerca de 1500 euros, segundo o «R7».

Quem é Tereza Brant, afinal? Mulher, de acordo com o bilhete de identidade, que a jovem apresenta sempre que é questionada. Já lhe aconteceu ser barrada por um segurança à entrada de uma casa de banho pública.

Mas, a estrela em ascensão no Facebook, com 170 mil seguidores, não se considera gay nem transsexual, embora admita tomar hormonas. E, no que toca às preferências, também não se decide por homens ou mulheres, o que interessa é a «pessoa».