A coroação do homem mais feio do Zimbabué foi tudo menos pacífica. Isto porque o eleito do júri foi considerado demasiado bonito, gerando alguma contestação na plateia, incluindo empurrões e insultos, durante o 4.º concurso anual do “Mister feio”, que decorreu numa discoteca de Harare.
 
Mison Sere, de 42 anos, e com vários dentes em falta,  destronou William Masvinu, detentor dos três primeiros títulos, e este último não gostou.
 
Masvinu e os seus fãs atacaram os juízes depois de anunciada a decisão, reclamando que Sere era “demasiado bonito” para vencer e que a sua feieza não era natural e assentava na falta de dentes.
 
“Eu sou naturalmente feio e ele não. Ele só é feio quando abre a boca”, alegou o candidato derrotado.
 
“Temos de perder os dentes para vencer? Isto é batota”, afirmou outro candidato, Patrick Mupereki.
  
O vencedor lamentou a contestação e, com os 500 dólares de prémio na mão, disse que os "perdedores" deviam "simplesmente aceitar" que ele é "mais feio".

“Espero conseguir um contrato televisivo", desejou ainda o mister feio, que foi o escolhido entre 36 candidatos, um número recorde na edição de 2015.