A polícia japonesa deteve um homem acusado de ter cortado o pénis de um advogado, alegado amante da sua mulher, com uma tesoura de poda, atirando depois o órgão para a sanita.

A imprensa local japonesa avançou que Ikki Kodukai, de 24 anos, estudante de pós-graduação em Tóquio, terá agido como vingança após o alegado envolvimento romântico da sua mulher com a vítima, de 42 anos.

A polícia, por seu turno, adiantou que Kodukai foi detido logo após o alegado ataque, acrescentando que bateu várias vezes no advogado, cujo nome não foi revelado, antes de lhe ter puxado as calças para baixo e cortado o órgão sexual com uma tesoura de poda.