É um porco com cabeça de cão ou um cão com corpo de porco. Se esta fosse uma história de mitologia bem que poderia ser, mas a verdade deste século XXI revela um cão que nasceu com imensas deformações e não se trata de Photoshop, garantem.

O animal, de sexo feminimo, é, todavia, feliz. Com oito meses, a cadela foi adotada por uma bailarina do Alabama, nos Estados Unidos e chama-se, adivinhe-se, Pig, ou seja, traduzido para português, Porco.

Pig foi encontrada, com mais alguns irmãos, abandonada. Recolhida num abrigo, os veterinários nunca tinham visto nada assim. A coluna também é mais curta que o normal, mas não apresenta problemas de saúde de maior e brinca como qualquer outro cão, embora perca o equilíbrio mais facilmente, como conta um site de notícias australiano.