A polícia austríaca descobriu, esta terça-feira, uma bizarra coleção. Um habitante na região de Burgerland tinha em casa 56 crânios humanos e outros 55 ossos. Mais: o mesmo indivíduo tentava inclusive comercializar os «artigos», refere a estação pública de radiodifusão ORF.

De acordo com a agência EFE, o homem, de 47 anos, foi acusado depois de as autoridades terem descoberto os restos mortais, que foram retirados de um cemitério paroquial.

A operação policial aconteceu depois da tentativa de venda de três crânios e dois fémures no comércio local.

As autoridades vão agora devolver as ossadas às sepulturas e vão continuar a investigar como é que o acusado teve acesso às ossadas.