Um homem ficou com a mão cosida dentro do abdómen para evitar a amputação do membro, depois de ter tido um acidente de trabalho. O método é invulgar, mas o médico responsável acredita que poderá recuperar a mão.

Carlos Mariotti, de 42 anos, é auxiliar de produção e sofreu um acidente de trabalho numa máquina.

Fui passar o filme, quando vi a máquina a puxar a minha mão. Gritei duas vezes, ninguém ouviu. Na terceira, puxei a mão”, disse o homem citado pelo G1.

O homem foi operado em Orleans, no Estado de Santa Catarina, no sul do Brasil. Quando o preparavam para a intervenção cirúrgica, Carlos Mariotti estava convencido que iria acordar sem a mão acidentada. "Ele sofreu uma lesão que é chamada de desenluvamento", explicou o médico Bóris Bento Brandão, responsável pela cirurgia que colocou a mão de Mariotti no abdómen. O acidente removeu a pele, mas ossos e tendões foram preservados.

É uma cirurgia clássica, mas pouca gente faz porque é uma situação especial, é um procedimento de salvação para evitar necrose, quando não há mais nada a fazer”, disse o cirurgião citado pela imprensa brasileira.

Carlos Mariotti vai ficar 42 dias com a mão dentro do abdómen e depois, apesar da sensibilidade poder ficar afetada, é possível que volte a ter a mão funcional para, por exemplo, voltar a conduzir.