Um pescador capturou um tubarão cobra muito raro, perto de Lakes Entrance, em Victoria, na Austrália. O animal, que também é conhecido como «fóssil vivo», distingue-se pelo comprimento (este exemplar tinha cerca de dois metros) e pelos seis pares de brânquias.
 
A origem do animal, que tem como nome científico Chlamydoselachusanguineus, remonta a 80 milhões de anos atrás. É uma das únicas duas espécies sobreviventes dessa época conhecidas atualmente.


 
De acordo com o presidente executivo da South East Trawl Fishing Industry Association (SETFIA), Simon Boag, é a primeira vez que um animal vivo desta espécie, parecido com uma enguia, é avistado.
 
«Parece que tem 80 milhões de anos. Parece pré-histórico… como se fosse de outro tempo», descreveu Simon Boag, em declarações à ABC.
 

«Tem cerca de 300 dentes, alinhados em mais de 25 filas. Quando uma presa lhe entra na boca, já não consegue sair», acrescentou.
 

O animal, com mais de dois metros de comprimento, foi capturado a cerca de 700 metros de profundidade. Normalmente, esta espécie é encontrada a profundidades muito maiores – 1500 metros – daí ser tão raro encontrá-lo.
 
O exemplar foi oferecido ao CSIRO (Commonwealth Scientific e Industrial Research Organisation), mas não foi recolhido. Acredita-se que tenha sido vendido.