Greve geral: confrontos com a polícia

Vários feridos ligeiros. As imagens são cortesia da Rádio Renascença

Por: Redação / CP    |   22 de Março de 2012 às 17:19
ATUALIZADA ÀS 17h25

A polícia e elementos da manifestação promovida pela plataforma 15 de Outubro envolveram-se esta tarde em confrontos junto ao Largo do Chiado, tendo provocado feridos ligeiros.

Segundo testemunhas no local, os confrontos começaram quando manifestantes arremessaram objetos contra elementos da PSP junto à esplanada do café Brasileira, no Chiado.

Na esplanada, foram derrubadas cadeiras, mesas, chapéus-de-sol, e os clientes que se ali se encontravam tiveram que fugir rapidamente para não serem atingidos por objetos e pedras da calçada.

A PSP reforçou a sua presença na manifestação com elementos das Equipas de Intervenção Rápida (EIR), e do Corpo de Intervenção que estão a ser apoiados por 10 carros que acompanham o desfile.

Durante os confrontos entre manifestantes e polícias, o fotojornalista da agência Lusa, que se encontrava no local a fazer a cobertura do acontecimento, foi agredido.

Já no chão, o repórter fotográfico identificou-se como jornalista e continuou a ser agredido, necessitando de assistência hospitalar.

Cerca de 150 manifestantes, entre os quais elementos da plataforma 15 outubro, começaram a desfilar pela Av. Almirante Reis até ao Rossio, em Lisboa, atirando ovos às instalações das instituições bancárias por onde passavam.

Os ânimos exaltaram-se junto à sede do Banco de Portugal na Almirante Reis, onde a polícia foi obrigada a intervir para acalmar os manifestantes.

Alguns ovos foram atirados de propósito para pessoas que estavam a levantar dinheiro nas caixas de multibanco das instituições bancárias.

O percurso dos manifestantes começou por ser acompanhado por batedores da polícia e no final, junto do Rossio, passaram a ser três carros do Corpo de Intervenção.

Os manifestantes seguiram para a Assembleia da República para se juntarem a manifestação promovida pela CGTP.

Já no Parlamento, pelo menos uma pessoa ficou ferida.

Os ânimos exaltaram-se enquanto Arménio Carlos discursava. No meio da confusão, um jovem ficou ferido na cabeça e foi socorrido por uma pessoa que tentou estancar a hemorragia com uma toalha.

Nesta manifestação estão presentes trabalhadores que reponderam ao apelo da CGTP e um grupo de trabalhadores precários.
PUB
FOTOGALERIA:
Greve geral de 22 de Março

Confrontos no Chiado durante manifestação [Foto: Reuters] EM CIMA: Confrontos no Chiado durante manifestação [Foto: Reuters]
COMENTÁRIOS

PUB
Cavaco sobre legislativas: sem maioria "é preciso aguardar"

Presidente da República defende que das eleições saia um Governo "com apoio maioritário" na Assembleia da República. Mas se tal não acontecer, Cavaco Silva diz que aguarda por uma solução