logotipo tvi24

Grua ardeu no porto da Figueira da Foz

As causas do incêndio estão a ser investigadas

Por: tvi24    |   2014-01-21 16:56

Uma grua que estava a operar no terminal de granéis do porto da Figueira da Foz ardeu esta terça-feira, sem provocar feridos, e as causas do incêndio estão a ser investigadas, disse o comandante do porto local.

«A grua estava a operar quando ocorreu o incêndio que foi combatido e extinto pelos bombeiros», disse Paulo Inácio à agência Lusa.

O incêndio deflagrou na zona do motor da grua, cerca das 09:50, e a combustão dos óleos e combustível provocou uma nuvem negra visível de vários pontos da cidade.

«Não sendo técnico, diria que a grua está irrecuperável», frisou o comandante do Porto, afirmando que a «grande preocupação» da autoridade marítima passou por garantir uma zona de segurança em redor do equipamento - que possui várias dezenas de metros de altura - e se mantém até à sua remoção do local.

Ouvido pela Lusa, o comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz, Nuno Osório, disse que o combate ao incêndio foi de «grande complexidade», dado que decorreu em altura e de «perigosidade extremamente elevada», por existir risco de colapso da estrutura.

«A grua estava assente em hidráulicos [sapatas que garantem a sua estabilidade] e, com a rotura de vedantes e tubagens e a combustão de matérias extremamente inflamáveis como óleos e combustíveis, o risco de colapso existia», explicou.

No ataque ao incêndio os bombeiros utilizaram uma emulsão de espuma «para o combate ser mais eficaz», adiantou.

O operador da grua, que se encontrava vários metros acima do motor onde deflagrou o incêndio, conseguiu sair ileso e, à chegada dos bombeiros, estava já no exterior, revelou Nuno Osório.

No local estiveram meios das corporações de Municipais e Voluntários da Figueira da Foz e dos Voluntários de Soure, num total de oito viaturas e 29 operacionais.

Já fonte da empresa Operfoz, proprietária do equipamento, adiantou que a grua ficou quase totalmente destruída, «menos a estrutura metálica».

«É uma grua com seis anos, nova em termos portuários. Vamos reunir agora com técnicos que vêm da Áustria para saber o que aconteceu», sublinhou.

Partilhar

Polícia espanhola em Lisboa para ajudar turistas na Páscoa
Dois agentes vão patrulhar zonas da capital e de Casacais com maior afluência
Centro histórico de Viseu perdeu 30% dos residentes numa década
Alerta do presidente da Câmara
Ordem acha «inaceitável» atraso de medicamentos para hepatite C
Haverá cerca de 80 doentes graves à espera
EM MANCHETE
Cavaco exige que Governo diminua sacrifícios
Presidente da República diz que «é importante que os sinais de esperança se possam concretizar»
Submarinos explicam metade da poupança do Governo
Passos apanhado nas escutas a presidente do BES Investimento