Inglaterra: escândalo abala David Cameron

Texto de Catarina Duarte Fonseca
26 de Março de 2012 às 12:09
Partilhar
Passos apoia-se na Constituição para rejeitar eleições antecipadas

Primeiro-ministro coloca de lado cenário pedido pelas organizações patronais. «As eleições decorrerão nos prazos constitucionais normais, espero que os prazos se cumpram com normalidade. O que é preciso é pensar no país, não nas eleições». Passos Coelho está disponível, no entanto, para rever a Constituição. Até lá, quer guiar-se pelo que o documento prevê agora