VÍDEO

Juncker assume tratamento especial para a França no défice

O presidente da Comissão Europeia assume que a França tem mais tempo para corrigir o défice excessivo apenas porque "é França". Foi com estas palavras que Jean-Claude Juncker justificou o novo prazo que Paris tem para colocar o défice abaixo dos 3% e que é até 2017. (Paulo Almoster)

RECOMENDADOS
 
Vídeos : Economia