A famosa batalha entre aves e porcos, conhecida em todo o mundo pelo "Angry Birds" vai ser transformado num filme que será lançado em maio do próximo ano, uma longa-metragem que revela as origens da raiva entre os dois tipo de animais.

A película é uma colaboração entre a Sony Pictures Animation e a Rovio Entertainment, criadora da aplicação móvel da empresa finlandesa, um jogo popular que, desde o seu lançamento em 2009, já teve mais de 3.000 milhões de 'downloads' segundo os últimos dados de julho deste ano e que agrupa todas as versões de "Angry Birds".

O jogo apresenta uma premissa simples, com vários pássaros furiosos a atacar as fortalezas construídas pelos porcos que, por sua vez roubam ovos aos pássaros, sendo este o ponto de partida para um enredo de confronto interminável.

"É um filme original", disse à Agência Efe o produtor John Cohen, animado com a ideia de construir a partir do zero um 'mitologia' "Angry Birds" e que recolheu os frutos da Sony e da Rovio.

A equipa produtora decidiu colocar os pássaros como habitantes de uma ilha paradisíaca da qual nunca haviam saído e que vivem sem ameaças, em ambiente de felicidade e harmonia permanente. Esta situação idílica converte as residentes em aves calmas, ingénuas e incautas que são seduzidas pelos truques de um porco que chegou à ilha com intenções sombrias.

O único que suspeita dos porcos é Red - o popular pássaro vermelho do jogo -, que vive marginalizado na ilha devido aos seus problemas de temperamento. Red não se encaixa nesse mundo feliz e é obrigado a ter sessões de terapia para controlar a sua raiva com outros pássaros do jogo, como o rápido Chuck (amarelo) e o explosivo Bomb (bomba), que se converteram nos seus amigos.

A decisão sobre quais personagens iriam ter protagonismo no filme foi tomada pelas preferências dos jogadores de "Angry Birds" com a intenção de sintonizar com os jogadores fiéis, que encontrarão na película elementos conhecidos.

O produtor insistiu que a longa-metragem de animação será para todo o tipo de público, mesmo que nunca tenha jogado "Angry Birds" e evitou falar de possíveis sequelas de um filme que já tem uma franquia que comercializa desde peluches, jogos de mesa, roupa infantil ou bolas de golfe.

Nesse sentido, o filme "Angry Birds" pretende fazer o mesmo que uma outra longa-metragem "The Lego Movie", de 2014, que inventou uma história sobre o jogo de construção da Lego e foi um êxito de bilheteira, onde atingiu uma faturação de 418 milhões de euros em todo o mundo.

John Cohen confirmou que a Rovio Entertainment lançará uma aplicação de "Angry Birds" específica do filme por volta da estreia da longa-metragem: 13 de maio de 2016 nos mercados internacionais e 20 de maio nos Estados Unidos.